notícias musicais

top 13 artistas

  1. Flamengo
  2. Racionais MC's
  3. Alisson e Neide
  4. LetoDie
  5. Hinos de Cidades
  6. Robson Biollo
  7. Samuel Mariano
  8. Católicas
  9. Eliã Oliveira
  10. Silvanno Salles
  11. Jorge e Mateus
  12. Ferrugem
  13. Xuxa

top 13 musicas

  1. Jesus Chorou
  2. Sinceridade
  3. Gritos da Torcida
  4. Deus Escrevendo
  5. Sossega
  6. A Vitória Chegou
  7. Monstros
  8. Paulo e Silas
  9. Da Ponte Pra Cá
  10. Mostra-me Tua Gloria
  11. Dependente
  12. A Semana Inteira
  13. Ampulheta
Confira a Letra De Lá Pra Cá

Maumbu

De Lá Pra Cá

[DiSilva]
Visão amplificada, um passo em falso, cai a viga
Obstinado com a vitória, minha reza era minha figa
Emoções campais, rivais, rivalidade, eterna intriga
Desacelerei no jogo, mas não o frio na barriga
Testado igual cobaia, pisei em muita tocaia
Com ela é paz na praia, minha laia sempre mó fya
Carinho exorbitante, somos provados em escolhas
Às vezes más, mas as boas vêm em caneta e folhas
Trolhas, que dê pancadas mais que Muay Thai
Revolução canábica, joianha pro Uruguai
É tanto alarde, nunca é tarde está em pauta a sativa
Cabeça pensantes concordam com a união homoafetiva
Viva, fiz jus ao ensinamento familiar
Sabota meu deu a arte no quesito respeitar
Infância imaginária belo como o unicórnio
Em 87 desce na Terra mais um de Capricórnio
Nostalgia, chora o menino, mistura com lusitano
A força da guerreira passando o Natal no Samaritano
Minha firma, Maumbu-Recôndito, muito progresso
O show já começou, seja bem-vindo, é só sucesso

[Tarik]
Todo dia desperto, com o mesmo sonho concerto
Esperto não sento e espero, o momento que tanto quero
Chega de mão beijada, minha batalha, jão
Começa na madrugada, com a boca calada
Meu pensamento aflorado, acabando com o pesadelo
Atrás do aconchego, com as palavras te desarmo
Nesse enredo cotidiano, insano minha cura
Insisto nessa luta, varrendo os fajuta
Que não liberam o cânhamo, o recanto de consultório
Traduzo pensamento retórico, pra pessoa que o histórico
É cru já te adianto, tomar no
É a vontade que tenho, de mandar pra lá
Mas o que vai adiantar, o que você vai aprender
Aqui tu colhe o que planta, como faz por merecer
Nesse desastre portador de mentira, fácil ficar falando que é fazer
De entriga e nessa revira, qual o valor de quem se suplica?
20 anos são passados, libriamos enchergando o espetáculo
Nesse vacuo o sufoco, tá ao máximo, cabaço
Fechou DiSilva no compasso, tendeu o recado?
Tá complicado né? Mas não desista da tua fé moço
Que pra salva seu lar, e você que tem que dar o 1º passo

De lá, pra cá, daqui em diante
Vou do espaço ao horizonte, num pisco dum olhar
Em parte, do segundo e do instante
Vou direto pro mirante, subo seguindo sem olhar

Tracker