notícias musicais

top 13 artistas

  1. Zuzuca
  2. zurzir
  3. Zumbis
  4. Zulma Cantora
  5. Zuino & Toty
  6. Zucchero
  7. ZRM
  8. Zoroastro
  9. Zoofilia
  10. Zona Zero
  11. Zona Verde
  12. Zombies (Disney)
  13. Zolita

top 13 musicas

  1. Cristo Em Mim
  2. Hoje
  3. Quero Lhe Falar
  4. Não Tem Hora e Nem Lugar
  5. Chegada no céu
  6. Abençoa Nossa Reunião
  7. Cumpramos os Requisitos de Deus
  8. Não os Temais!
  9. As Coisas Bonitas de Deus
  10. Declaremos as Boas Novas Eternas
  11. Ainda Existem Cowboys
  12. Eu Não Quero Amar Você
  13. Setsujou Hyakka Ryouran
Confira a Letra Dia de Caça (part.  Síntese)

Ordem Natural

Dia de Caça (part. Síntese)

Gato congelado
Enquanto a impunidade toma conta da cidade
Eu venho me espremendo entre a realidade e o irreal
No bolso um real só em moedas
Vários pra aplaudir minha queda
Um descuido na sua vida e logo caem de paraquedas
Não sabem o quanto eu ganho
Já sabem o quanto eu devo

Falam das pingas que bebo
Sem ver os tombos que levo
As coisas que relevo são as coisas me elevam
A serenidade que me apego meus olhos não negam
Me querem em uma bandeja de prata
E farão o que puder pra lucrar até com a minha carcaça
Se o dia for de caça me garanto sem trapaça

Conheço a diferença de uma corda e uma gravata
E tem quem nasce de gravata e ainda se enforca
Vive cuidando da vida alheia e não se toca
Não consegue mandar uma rima que choca
Estoca amigo cujo interesse é nas nota
Ninguém me nota
Nisso nisso mudo minha rota com poesias em série
Enquanto o mundo as arrota só porque não as digere

Minha paciência se esgota
Comigo o caldo engrossa
Porque não me adapto ao cardápio
De rótulos que a maioria ingere
Só desacata o que difere,
Não me insere nesse nicho, irmão, irmã,
Por onde man feri man.
Tento manter minha mente sã, coluna ereta,
Frente a quem me lança a seta.
Em dias onde pássaros voam e a gente não

Dou asas a imaginação ao divagar a solidez desse saber,
Que e só sentir, e só seguir… extensão daqui…
Mesmo com o vendaval limpei o quintal e eis-me aqui.
Mais um na massa, em outro pleno dia de caça,
Caço a mim mesmo,
Traço os passos dessa busca,
Até quando a penumbra ofusca, e erro o alvo.
Com a sola no piche eu sigo,
Eu comigo, minha mente e o melhor abrigo.
Vejo os que se vão, percebo,
A passagem é breve.
Meu caminho leva a verve.
Quem te escreve - gestério.
Me apresento, parte do mistério

Prazer, só me de a comida e me deixe crescer.
E sigo a saga da utopia do sonho que não é consumo,
Na verdade acho o conforto pro corpo torto que aprumo.
Tudo muda e ninguém nota,
Faz sua cota na corrida que faz esquecer da rota.
Me diz, qual seu rumo em babylon?
Onde se cava a própria cova,
Quando um sente o quanto pesa o senso se põe a prova.
Assim que é…
O chão brota abaixo do pé, amigo...
Dei ouvidos ao silêncio e o vento fez todo o sentido.
Sopra…

Eu sou você, você sou eu
Toda fragilidade que enxerga em mim
Está contida em você
Nessa cê se fudeu
Mesmo canhoto, servimos aos mesmo Deus
Tão e nobres e plebeus não mudam em nada
Se o coração é duro e corta como a espada
A luz do breu é quem ilumina a caminhada
E todo chão de ilusão esvai…

Tracker