notícias musicais

top 13 artistas

  1. Alisson e Neide
  2. Racionais MC's
  3. Samuel Mariano
  4. Melim
  5. LetoDie
  6. Flamengo
  7. Manu Silva
  8. Kemilly Santos
  9. Djonga
  10. Fabiana Anastácio
  11. Eliã Oliveira
  12. Leandro Borges
  13. Canção e Louvor

top 13 musicas

  1. Sinceridade
  2. Meu Abrigo
  3. Jesus Chorou
  4. Deus Escrevendo
  5. Fica Tranquilo
  6. Gritos da Torcida
  7. Da Ponte Pra Cá
  8. Monstros
  9. Quem Me Vê Cantando
  10. Ouvi Dizer
  11. Te Amo Disgraça
  12. Eu Cuido de Ti
  13. Sou Eu
Confira a Letra A Luz Jamais Se Apagará

Quebra de Algemas

A Luz Jamais Se Apagará

O tempo que é muito curto, não seja mais um no escuro,
Pra ser considerado não precisa fumar o bagulho
Viver neste mundo não dá, moleque não queira ficar
Já vi uma pá de cara que não teve tempo pra raciocinar
Não vou desandar, não vou vacilar,
Minha rima é um estopim, em um só momento pode estourar

A mãe se desespera, ao ver seu filho na cela
A vida não é muito fácil pra quem vive aqui na favela
A droga empeira, a estrada é reta, moleque se defenda
É do lado mais fraco que a corda se arrebenta!

Você conhece o ditado, mano não ande ferrado
Não seja mais um entre mil,
Que aqui na quebrada já foram jogados
Viraram finados, é caso encerrado
O tambor vai parar de rodar, quando o gatilho não for apertado
Alguém vai chorar, alguém vai chamar,
A luz que me ilumina jamais se apagará!

(Refrão)
Ouço alguém chorar, vejo alguém me chamar
A luz que me ilumina jamais se apagará!
Ouço alguém chorar, vejo alguém me chamar
A luz que me ilumina jamais se apagará!

O tempo passa, o revólver dispara,
É mais um corpo na calçada crivado de bala
A vida se acaba! (Se acaba!)
Não resta mais nada! (Mais nada!)
É difícil pensar no futuro com a morte rondando aqui na quebrada

Os homens de farda batem na cara, o bote é certeiro e não falha
O homem ignora a justiça de Deus
É resolve sua guerra na bala.
Ensinamento perfeito, vencer parece ilusão
Neguinho parado é suspeito e com certeza correndo é ladrão
É isso que o sistema ensina, o rico promove o racismo
A sobrevivência do preto e o pobre
No mundo parece impossível

Se a guerra começa com um tiro, o tiro começa uma guerra
Não vou apertar o gatilho só pra ver de longe a queda
Sou da favela, veja minha quebra:
Droga, fome e miséria!
Vários malucos daqui se entregaram pro mundo das trevas
As portas que estavam abertas, agora se fecharam
A luz que brilhava apagou, e as trevas dominaram!

(Refrão)

O relógio que marca o tempo
Marca também sua história!
A cada segundo que passa a pilantragem te devora
Futuro sem glória, você não se importa
Se tem mais um negro na fita
É desta maneira que nasce a revolta
A morte aqui bate na porta,
E o sistema quem segue é o meu povo
Não quero voltar ao passado e provar do veneno de novo
Mundo leproso, tipo nervoso, me acusa, me chama de louco
O lobo está a solta, te lança no fogo,
Quem vive escapa por pouco

O conflito aqui é constante, a luta é a todo instante
A perspectiva almejada se torna frustrada
É um sonho distante...
Mas aqui prevalece minha rima
Eu sigo passando por cima
Revidando contra o inferno espero vencer as batalhas da vida
Em cada esquina, em cada viela,
A batalha não morre pra quem vive nela
Algemas se quebram, curando sequelas
Alguém vai chorar, alguém vai chamar,
Quando Cristo voltar pra favela...
Quando Cristo voltar pra favela!

(Refrão)

Tracker