notícias musicais

top 13 artistas

  1. zurzir
  2. Züriwest
  3. Zumbis
  4. Zumbi do Mato
  5. Zumbadores
  6. Zumbada
  7. Zumba Fitness
  8. Zulma Cantora
  9. Zuino & Toty
  10. Zudizilla
  11. ZRM
  12. Zoroastro
  13. Zorica Brunclik

top 13 musicas

  1. Cristo Em Mim
  2. Hoje
  3. Quero Lhe Falar
  4. Corri
  5. Não Tem Hora e Nem Lugar
  6. Chegada no céu
  7. Abençoa Nossa Reunião
  8. Curtir
  9. Cumpramos os Requisitos de Deus
  10. Não os Temais!
  11. As Coisas Bonitas de Deus
  12. Declaremos as Boas Novas Eternas
  13. Ainda Existem Cowboys
Confira a Letra Matilha

Calor do caraio,
Horário de verão o dia nunca se vai,
Malandro sai da toca só quando o sol se sai,
Fica sozinho em casa não da mais.

Eu preciso da matilha,
Já trouxe a vodka,
Fazer uma clandestina tipo aquela alucinogica,
Rotina tava sádica, nostálgica, robótica,
Eu só precisava de alguma coisa mais neurotônica,

Mas se ouvir o som na esquina sou eu,
Cachorro do breu que antes não dormia,
Agora dormi para que?
Sou do luar, do rolê,
Do fumacê, do privê,
Vou amanhecer com prazer,
Vamo aê,

Ultimamente eu to meio sem medo,
Ultimamente, ultimamente, eu to meio sem medo,
Ultimamente, ultimamente, ando meio sem medo,
Ultimamente, ultimamente, vivo meio sem medo,
Ultimamente, ultimamente, eu não tenho mais medo.

E ai fio tu viu o isaura?
Isaura foi ali, no camelo e já volta,
Busca um verdin, daquele zin, na rua da escola,
Uns de espin, outros tin tin,
Uns ri outros chora
E nós tamo ai, longe do fim vai vim mais demora.

Liberdade primeiro,
Com música e dinheiro,
Saúde, paz e fumaça, fugando os rotineiro,
Que venha os verdadeiros, e foda-se os fuleiro,
Então cai para dentro, esbagaça que a festa é dos guerreiro.

Esse é meu hino,
Essa é nossa aldeia (kamika-z),
Do clandestino, ao canto da sereira,
E tamo aê, de sorte vida alheia,
A residencia é simples, mas castelo pras princesa,

Eu vou de whit, de novo, rotina, meu ovo,
Os muleque que elas gostam, é adrenalina,
Cabuloso eu sou,
Mais um nativo desse sertão de pedra,
Herdeiro, da disciplina e do ninguém me dera.

Altos frevo e eu naquela, com ela ou sem ela,
Admira a moda mas ama essa passarela,
Desfila que quando to com a matilha,
As gostosa bela, que bela bota fogo nessa porra,
Negô acelera.

E tava eu ela, loucos pela noite por ai,
E tava eu ela, loucos pela rua,
E tava eu ela, loucos pela noite por ai,
E tava eu ela, loucos pela rua,

E tava eu ela, loucos pela noite por ai,
E tava eu ela, loucos pela rua,
E tava eu ela, loucos pela noite por ai,
E tava eu ela, loucos pela rua,

(Ha,ha)
São quatro horas da manhã,
Um balde de gelo sobre o capo,
Apenas um momento de paz,
Sobre o caos,
E outro marginal, na marginal.

Negô,
Ultimamente eu to meio sem medo,
Ultimamente, ultimamente eu to meio sem medo,
Ultimamente, ultimamente ando meio sem medo,
Ultimamente, ultimamente vivo meio sem medo,
Ultimamente, ultimamente eu não tenho mais medo.

Tracker